fbpx

Melhore seu Funil de Vendas com Estratégias de Automação de Marketing

automação de marketing.

Melhore seu Funil de Vendas com Estratégias de Automação de Marketing

Toda empresa que deseja investir em técnicas mais avançadas dentro do marketing digital, vai acabar em algum momento se deparando com a automação de marketing. Existem, porém, atenções que devem ser tomadas para quem deseja utilizar a automação para assim conquistar mais resultados, pois por mais que a automação realize campanhas de forma automática, elas devem passar por alguns critérios.

Planejando a automação de marketing

A automação de marketing permite a comunicação da sua empresa com vários consumidores ao mesmo tempo, e mesmo assim manter uma forma personalizada de comunicação, como se a informação fosse direcionada apenas à aquela pessoa.

Para que essa comunicação dê certo, o primeiro passo é segmentar toda a sua base de leads, já que não é interessante para o cliente receber uma informação que ele não está interessado e nem uma informação no qual ele já leu mais de uma vez.

Essa segmentação deverá fazer sentido para seu negócio, pois não é viável segmentar sua base por região se cada produto oferecido é dedicado para idades especificas, no caso vale mais a pena selecionar por idade, com a automação distribuirá o conteúdo para as pessoas certas.

Após isso, você conseguirá idealizar a jornada de compra do seu cliente e entender como as suas personas se comportam. O planejamento é a parte da automação que mais demandará tempo até que você coloque as informações para serem disponibilizada aos consumidores.

Com o planejamento concluído, inserir as informações na ferramenta e disparar aos seus clientes é a parte mais tranquila do processo. Não se esqueça de verificar suas métricas e realize o registro de todos os fluxos que criar.

Transformando o planejamento em atitudes

Antes de colocar a automação de marketing para funcionar, é necessário prever e sinalizar alguns acontecimentos que ocorrerão durante a jornada de compras do lead, até ele se tornar um lead qualificado ou uma oportunidade. Alguns pontos podem acontecer como o lead receber o e-mail e não abrir, ou até mesmo o lead não realizar a compra, mas ainda assim começar a receber e-mails de newsletter, tudo deve ser pensado antes da automação começar a trabalhar.

Executando as ações

Com tudo pronto é hora de colocar em ação as estratégias criadas e analisar o retorno gerado. Ao encaminhar e-mails marketing, deixe um espaçamento entre três ou quatro dias entre um e outro, para que o lead não se sinta saturado ou incomodado, além de sempre utilizar um tom pessoal para conversar com o consumidor, criando um relacionamento com ele.

Lembrando que quanto mais pessoal você conseguir ser dentro do seu conteúdo, mais o público irá se identificar com ele e melhor o fluxo do cliente funcionará melhor. Crie conteúdos que mostrem que você sabe o que o lead fez, como baixar um e-book, visitar uma página de produto e sempre encaminhe esse conteúdo pra pessoa através do nome, para que ela veja que a mensagem foi direcionada a ela.

Use um e-mail pessoal para fazer isso, não um endereço de um setor, pois isso mostrará que é uma pessoa enviando conteúdo a outra, de forma mais orgânica e não mecânica. Sempre assine os e-mails para que o público saiba quem você é, onde trabalha e o que faz e sempre indique um CTA para que a pessoa tome uma ação após ler este e-mail.

Utilize a automação para além do e-mail

Crie conteúdos também para que não acessa o seu e-mail. O remarketing é uma ferramenta importante quando se encaminha um conteúdo e o lead não viu o que foi enviado. Você conseguirá trabalhar a imagem de sua empresa mesmo que o lead que informou o e-mail para receber conteúdos exclusivos, não abra suas notificações, mas que continuará a ver o produto que estava pesquisando e assim manter a intenção de compra.

Uma dica para não realizar, é o contato através do whatsapp, por seu caráter pessoal, encaminhe conteúdos nesta plataforma caso o lead autorizar o recebimento e apenas quando ele já encontra-se no fundo do funil, ou seja, o mais próximo possível da compra.

Passando para as vendas

Ao ter um SLA bem definido da média de tempo que o lead demora para efetuar a compra, você poderá utilizar a automação para leva-lo ao próximo estágio ou até mesmo evitar que uma determinada oferta seja encaminhada quando o lead já tomou sua decisão.

Assim se a automação está gerando um grande número de leads, mas você não está convertendo em venda, é hora de trabalha-los para o próximo estágio. Agora, se a automação está levando os leads as vendas, você poderá traze conteúdos mais diretos para que ele efetive a compra de forma mais rápida.

Automação pós-venda

Também é importante manter contato de automação após o cliente realizar a compra, pois ele poderá ver que sua empresa não quer apenas vender, mas sim manter um relacionamento com seu público e quanto mais personalizado e pessoal isso for, melhor. Encaminhe pesquisas de satisfação, pergunte se o produto resolveu seu problema e de que forma sua empresa pode melhorar ainda mais sua comunicação e serviço.

Análise

Sempre analise se sua campanha de automação está trazendo resultados, foque no que traz retorno e abandone ou reavalie o que não está gerando resultados. O marketing digital permite que você obtenha todas as informações necessárias para saber no que está acertando ou errado e assim sempre melhorar suas campanhas.

Sempre busque resultados a partir de 20% de taxa de abertura de e-mails, mesmo que você possua suas próprias métricas a cumprir, pois este número é uma certeza de que você está conseguindo atingir as pessoas.

Obtenha ajuda em suas estratégias de Marketing, entre em contato conosco e saiba mais!

Fundador da GoUp, fã do The Offspring e jogador profissional de FIFA nas horas vagas.