Quais as redes sociais essenciais para empresas?

Redes sociais para empresas

Quais as redes sociais essenciais para empresas?

As redes sociais mais populares no Brasil em 2020 foram: Facebook, WhatsApp, YouTube, Instagram, Messenger e LinkedIn. Porém, será que sua empresa precisa estar presente em todas elas? Será que elas são essenciais para todas as empresas em 2021? A resposta é NÃO, porém levando em consideração três fatores: 

  • Estratégia de marketing: afinal, qual o seu plano?
  • Persona: o cliente da sua empresa.
  • Imagem da sua empresa: sobre personalidade e crises online.

Saiba mais a seguir. 

 

Estratégia de marketing: afinal, qual o seu plano? 

Ao iniciar a presença digital da sua empresa em redes sociais, é importante ter em mente a sua estratégia. Afinal, quais são os seus objetivos? Crescer em números, visibilidade ou estabelecer um diálogo com o público-alvo? 

Para traçar uma boa estratégia de execução desses objetivos por meio das redes sociais, é preciso ter em mente que cada rede social valoriza um aspecto da comunicação e que diferentes conteúdos deverão ser postados em cada uma. 

O YouTube, por exemplo, apesar de ter a possibilidade de postagem de fotos, é uma rede que valoriza o conteúdo em vídeo. O LinkedIn conecta empresários, funcionários e pesquisadores. O Instagram nasceu com a proposta de compartilhamento de fotos. Portanto, cada rede social tem um foco diferente e servirá para alcançar objetivos e públicos diferentes.

Portanto, sua empresa deve ter claro o propósito central de sua estratégia de marketing para conseguir mapear as redes nas quais deve estar inserida. Caso você ainda não tenha uma estratégia de marketing estruturada, clique aqui.

Vale ressaltar que a estratégia é traçada levando em consideração a persona, nosso próximo tópico. 

 

Personas: o cliente da sua empresa

A Persona é um personagem fictício que representa os traços específicos do público-alvo da sua empresa. Em geral, esse perfil é criado tendo como base dados e características reais de comportamento, dados demográficos, desafios e problemas do público que já compra ou consome os produtos da sua empresa. 

Com a criação da persona, é possível entender melhor de que maneira a sua empresa pode auxiliar o cliente, facilitando também a criação de conteúdo, seja visual ou texto, de campanhas e de abordagens que sejam mais eficazes nas estratégias de venda. 

Além de dados demográficos e comportamentais, é importante mapear quais redes sociais são mais utilizadas pelo-público alvo da sua empresa. Assim, sabendo as redes que sua persona utiliza, você pode ter mais confiança de quais delas selecionar para estabelecer sua presença digital. 

 

Imagem da sua empresa: sobre personalidade e crises online

É preciso ter uma equipe bem treinada, que saiba como lidar com o público presente nas redes sociais no que tange a perguntas, respostas e comentários de ódio, e situações externas com outras empresas do mesmo ramo que podem afetar negativamente a imagem da sua empresa. 

Cada rede social apresentará uma velocidade e modos de respostas diferentes. Portanto, ao selecionar em quais redes sua empresa estará presente, é preciso definir os três itens a seguir: 

  • Tom e personalidade da empresa: quando se fala em Marketing 4.0, a humanização das marcas é um fator importante. Portanto, dar uma personalidade a sua marca é essencial. Afinal, sua marca é simpática, informal, séria ou irônica? Cada marca tem uma maneira diferente de responder a comentários. Um bom exemplo é a Netflix, que sempre responde e anuncia de maneira informal, comunicando-se por meio de memes e gifs.

 

 

É preciso levar em consideração o tom que a própria rede social permite. Em uma rede social corporativa como o LinkedIn, a abordagem da Netflix é diferente, pois o ambiente é mais sério. 

  • Protocolo para manejo de crises online: quando sua empresa recebe um comentário negativo ou de ódio nas redes sociais, como responder? É importante treinar os funcionários responsáveis pelas redes sociais para que uma resposta desleixada ou fora do tom da empresa não prejudique a companhia. Ao selecionar em quais redes sociais sua empresa estará, tenha em mente de que será necessário um conjunto de regras para essas situações e que o silêncio, por vezes, não é a melhor escolha. 
  • Tempo de resposta: quanto tempo os usuários online devem esperar por uma resposta da sua empresa? Dependendo da dinâmica da rede social selecionada, o tempo de resposta pode ser maior ou menor. 

O Twitter, por exemplo, é uma rede de textos curtos de vida útil reduzida. Portanto, esperar mais de 48 horas por uma resposta da empresa não é o ideal. O mesmo não ocorre com o Instagram, por exemplo, já que nessa rede social as postagens ressoam por mais tempo depois de compartilhadas.  Determinar um tempo de resposta é importante para construir uma relação de confiança entre você e o seu cliente nas redes sociais. 

Cabe recordar que essa resposta precisa estar dentro do previsto no protocolo de segurança, de tom e de personalidade da empresa. Portanto, ao selecionar quais as redes sociais essenciais para a sua empresa, verifique se você possui equipe disponível para realizar a tarefa de responder aos usuários.

 

Mas, afinal, quais as redes sociais essenciais para as empresas? 

Não existe regra geral, porém a partir da análise dos fatores listados neste artigo você pode começar a mapear em quais redes sociais a sua empresa consegue e precisa estar. 

 

Se você quiser mais informações sobre como se posicionar na internet, siga a GoUp nas redes sociais. Toda semana, compartilhamos mais conteúdos que podem lhe ajudar a entender mais sobre marketing digital, para que você tenha mais independência e informação nessa área.

Fundador da GoUp, fã do The Offspring e jogador profissional de FIFA nas horas vagas.